Total de visualizações de página

Páginas

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011


                                   EXALANDO O PERFUME DE CRISTO

Jo.12.1-8

Vivemos nos chamados últimos dias. Talvez até mesmo na última hora. E carecemos de uma igreja mais atuante. Uma igreja que motive as gerações futuras seja seu referencial. Há um mundo inteiro para ser evangelizado e alcançado para Cristo.

Satanás, nosso adversário, sabe da importância do ser humano no plano de salvação, e, em função disso, tenta destruir o ser humano, com degradação, drogas, sexo, dinheiro, orgulho e a ganância.

Precisamos de homens como no passado. Avivados, comprometidos e cheios do Espírito Santo, como foram: Wesley, Moody, Finney, Spurgeon.

Quando o Senhor Jesus foi ungido por Maria, ela usou para isso uma libra de um raro nardo. Um perfume nobre, especial, porém guardado em um frasco que era conhecido como alabastro.

O alabastro era um recipiente feito de ingredientes minerais, tinha o formato de uma pera. Não possuía tampa, era totalmente fechado e, portanto, aberto somente em ocasiões especiais.

Este recipiente não possuía beleza estética. Sua composição não imitava os fracos exóticos e belos que os designers atuais produzem em suas pranchetas.
O ser humano é, exteriormente, algo parecido com o alabastro. Seu exterior está deteriorado pelo pecado. Sua dignidade, honra, verdade, vida, foram contaminadas pelo pecado desde o Éden. Ele foi transformado em algo de pouco valor externo. A falta de beleza no alabastro nos fala da natureza pecaminosa do homem; da falta de beleza em sua humanidade.

O homem se tornou em um ser capaz de destruir a si e ao seu próximo, mentindo, matando, agredindo de inúmeras maneiras. 

Mas dentro do homem, há algo de muito valor – nardo puro – sua alma, que é imortal. Para que tal perfume seja utilizado é necessária uma única coisa: o fraco precisa ser quebrado. Não existia outra forma de usar o nardo sem que se quebrasse o alabastro. Isso significa: quebrantamento, humilhação. Alguns homens de Deus passaram por esse processo: 
  • Moisés era um homem impetuoso, mas depois de seu encontro com Deus,  tornou-se manso; qual o resultado: vê o Senhor cara a cara, seu rosto brilha; conduz o povo até o destino esperado. MOISÉS FOI LEVADO AO DESERTO PARA SER QUEBRANTADO.
  • Elias. Este nós vemos fugindo de uma mulher, com medo da morte, mas é renovado por Deus. ELIAS FOI LEVADO AO DESERTO PARA SER QUEBRANTADO.
  • Paulo que se tornou um perseguidor da Igreja, é chamado no caminho de Damasco e depois é LEVADO AO DESERTO AO DESERTO PARA SER QUEBRANTADO.

Todos eles passaram pelo processo de quebrantamento espiritual para que o nardo precioso pudesse ser usado.

Esse unguento era produzido de uma planta originária do norte da Índia. Maria conseguir poupar dinheiro suficiente para comprar um libra de bálsamo de nardo, que custava o equivalente ao salário anual de um lavrador (1 denário era o salário de um dia; 300 denários, de trezentos dias).

A primeira lição que enxergamos aqui é sobre o valor da alma humana. É incalculável. O preço não é outro senão o sangue precioso de Cristo. Jesus pagou esse preço altíssimo pela alma humana. Mesmo o mais miserável pecador tem dentro de si esse valor inestimavel, que motivou Jesus a dar sua vida por ele.

A segunda lição é que uma vez que o alabastro era quebrado não tinha como fechá-lo mais. Era necessário usar todo o seu conteúdo. Vejamos como isso se deu com o caso de Maria.

Maria derramou o bálsamo todo. Ela não ofereceu uma parte para ficar com o resto, como fez Ananias e Safira (At.5.2). Deus requer tudo ou nada (Mt.6.24; Rm.6.34; Gl.2.20). O ato de Maria é um exemplo de rendição de vida ao Senhor, que com preço incalculável nos comprou.

O texto diz: “...encheu-se toda a casa com o perfume do bálsamo” (v.3). Toda entrega parte de um coração que reage diante do amor divino, de modo que não pode ser contida. Uma vez expressa, ocorre o que Paulo disse: “...por nós manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento” (2Co.2.15).

No plano de Deus, o deformado homem, pode ser quebrantado e exalar um perfume sem igual que alcance a vida de muitos.

Meu pai foi por muitos anos, um homem voltado à magia negra. Mas um dia ele ouviu o chamado de Cristo, entregou-se a Ele e foi transformado pelo poder do Evangelho. Sabe o que isso resultou? Minha família foi ensinada no temor do Senhor. Eu mesmo poderia ser um bruxo hoje, mas sou um pregador da Palavra, graças ao perfume exalado da vida dele que me alcançou.

Deus está precisando de homens que exalem o Seu perfume para esse mundo perdido. O que temos exalado? Que odor tem saído de nossas vidas como filhos de Deus?
Que temos feito para ganhar o mundo para Cristo? Que temos feito pelos nossos entes queridos? Vizinhos? Amigos? Qual tem sido o cheiro que temos exalado?
Espero e oro para que você possa ser, nessa noite, quebrantado e possa exalar o perfume de Cristo que está dentro de você.

Nenhum ser humano é capaz de medir o que Deus pode fazer através de sua vida. Mas Ele pode fazer.


Um comentário:

  1. Parabéns. Simples, claro, objetivo e elucidativo. Aprendi mais uma nessa reflexão.
    Abraços.

    ResponderExcluir